2 de fevereiro de 2017

Chimarrão ou Tererê?


"Eu quero um chima, um chima, chimarrão, pra matar a sede da tradição ♪♩ "

Então povo, estou de volta, e dessa vez vamos conversar sobre duas bebidas que são muito parecidas, e também são muito tradicionais em alguns estados do Brasil.

O Chimarrão e o Tererê

Imagens Google

Bem, basicamente as duas bebidas são iguais, mas na verdade, são bem diferentes. 
(Nossa que explicação legal hein Tina?! Haha)

Elas são iguais pelo simples fato de que as duas são feitas com a erva-mate, porém, uma é quente e a outra é gelada.

Para iniciar as explicações, vou começar pela minha predileta: O Chimarrão


O Chimarrão é uma herança que nos foi deixada pelos índios guaranis, e é a bebida mais tomada no sul do país.

É tradição tomar todos os dias, mesmo que o dia esteja quente. Ele é preparado em uma cuia, a qual é fabricada com um fruto chamado porongo. (Quando esse fruto está seco, ele é lixado e moldado conforme o tamanho que o modelo do porongo permitir).

O chimarrão para nós Gaúchos, tem por significado a hospitalidade, sendo ele, um dos símbolos do estado do Rio Grande do Sul.


O Chima (forma carinhosa que nós, Gaúchos, chamamos o chimarrão) pode ser servido amargo ou doce. O doce é chamado apenas de mate, assim, a pessoa que recebe já sabe que é adoçado.

Imagem: Escola do Chimarrão

 Já o amargo, é feito apenas com a erva-mate e a água quente. Porém, tem também, várias formas de preparar a cuia, e várias formas de se comunicar apenas com temperatura da água. (Cada temperatura tem um significado diferente).

Bem, para servir a regalia, pode se usar a garrafa térmica ou uma chaleira, e para tomar pode se usar uma bomba de alumínio com detalhes de ouro ou prata. 
(Ou qualquer outro material).

Vou explicar alguns significados usados por nós Gaúchos ok?
Lá se vai:

Quando se oferece um chima muito amargo, quer dizer que a pessoa já tem um amor. Chimarrão com canela significa que a pessoa só pensa em ti. Quando o chimarrão é servido com a mão esquerda, quer dizer que você não é bem vindo no lugar, e assim se vai, (são muitos significados para uma regalia só haha).

Outra coisa interessante, é que o chimarrão não é apenas uma bebida, nem só um sinal de hospitalidade, mas também é medicinal.

Ele ajuda na digestão, e nas tantas outras funções digestivas, além de ajudar na disposição da pessoa, isso, por ter em sua folha a substância da cafeína. E também contém vitaminas e minerais muito importantes.

Mas Tina, ouvi dizer que o chimarrão causa câncer, é verdade?

Imagem: Casa da Tradição

É, mas também não é .-.
Por ser uma bebida quente, o chimarrão pode levar a desenvolver o câncer de esôfago, porém, isso só ocorre quando ele é consumido com a água em uma temperatura muito elevada, como diz o ditado, "água de pelar porco".

 Assim como todas as bebidas que forem consumidas com uma temperatura muito elevada, como o café ou a sopa, eles podem sim levar a desenvolver o câncer.  Então vamos simplificar, se for consumido moderadamente, em uma temperatura normal, o chimarrão não irá causar câncer

Gostou de saber mais sobre essa bebida?

Se quiser mais informações, você pode entrar no site do Movimento Tradicionalista do Rio Grande do Sul, (MTG)  AQUI .Nesse site, você vai encontrar muitas informações sobre a história, a lenda e tantas outras curiosidades do chimarrão.  

Para descontrair, já anotem os mandamentos da bebida hein:

Imagem: Escola do Chimarrão

Agora vamos falar sobre o Tererê?

Ele é muito parecido com o chimarrão, mas só parece, porque na verdade tem muitas diferenças. A maior delas é que o tererê é servido gelado, isso mesmo, com a água fria.

O tererê é uma bebida com maior tradição no estado do Mato Grosso do Sul, pois é uma herança trazida pelos paraguaios, porém, é também muito apreciada nos estados do sul do país.

A bebida é servida em cuias que na maioria das vezes são feitas de guampas de vacas, ou canecas de alumínio.  

A bomba utilizada é mais fina, aah e também pode ser utilizada uma bomba como a do chimarrão tradicional, ou uma feita de bambu. Ele pode ser servido apenas com água gelada ou com sucos e chás gelados.

A erva por sua vez, mesmo sendo a mesma do chimarrão, tem também a especifica para o tererê, que fica armazenada em processo de secagem durante oito meses e depois é embalada. Em alguns casos, ela já vem com algumas ervas misturadas em sua composição.

Resumindo: É só colocar água gelada e ser feliz!

Imagem: Google

Seu consumo é maior em lugares quentes, ou no período de primavera e verão, já que é uma bebida muito agradável e super refrescante.

Ambas as bebidas ajudam na prevenção de algumas doenças cardiovasculares, por conta de serem antioxidantes. Nesse caso, até ajudam no controle da glicemia, na redução do colesterol ruim e também reduz o apetite.

Citei acima que por conter cafeína eles dão disposição para exercícios, e é assim que eles vão levando as pessoas a emagrecerem ou controlarem o peso.

Mas o principal mesmo de toda essa explicação, é nunca esquecer que o importante é juntar os amigos, fazer uma roda para tomar um chima ou um tererê, e jogar a conversa fora. Afinal de contas, não tem nada melhor do que um encontro desses não é mesmo?!

Imagem: Google

Curta nem que seja somente alguns minutos de um final de tarde. Tire um tempo para dar risada e comentar sobre o dia, o que vale mesmo é a hospitalidade, o cultivo da tradição e dos laços de amizades verdadeiras que essas bebidas nos proporcionam!

Agora me conta, já experimentou essas regalias?

Deixe sua duvida e opinião nos comentários !


E-mail: martinabaptista@gmail.com
Hasta luego, beijos de luz da Tina!

8 comentários:

Selma Barbosa disse...

Oi Tina, como vai?
Então, moro em São Paulo e nunca provei chimarrão! E também nunca vi uma dessas uma dessas cuias. Tenho uma amiga gaúcha que me falou que o sabor é sensacional. Tenho vontade de provar e até acho que tem alguns especializados aqui em SP, mas nunca fui procurar mais a fundo.

Bom final de semana pra você!

Com carinho,
Conto Paulistano.

ML Madame Lilica disse...

Amei seu post, você acredita que não sabia nada sobre esse assunto!?
Achei super interessante e esclarecedor a diferença de um para o outro, espero provar!hehehe

Beijos

Lilly
www.madamelilica.com.br

Entre Garotas disse...

Muito bom este post!
Confesso que dos dois, prefiro o terere, mas não só com agua, gosto dele com suco de limão bem docinho, rsrs.
Como atualmente estou morando no RS, até dou umas arriscadas no chimarrao, mas bem raro.
Beijinhos,
Sabrine Varolo.
Blog Entre Garotas

Carol Espilotro disse...

Que post legal!!!! Eu nunca bebi nenhuma das duas, principalmente por ser de SP, nao conheço ninguém que saiba faze além de drinks doidos que particularmente nao curto, na real nao gosto muito de bebidas hehehe. Mas nao sabia diferença entre as bebidas, só que é feita na cuia

bjs, Carol | Espilotríssimo
www.carolespilotro.com

Martina B. Silveira disse...

Olá Selma! Tudo bueno aqui e contigo? Bah é uma pena que tu nunca tenha provado, mas te juro que quando provar vai adorar! É mais fácil achar em estabelecimentos que vendam artigos gaúchos, em cidades que há CTG (Centro de Tradições Gaúchas), como Embu das Artes e entre outras cidades, provavelmente deve haver ou deve haver pelo menos alguém que saiba informar hahaha quando provar dá um pulo aqui e me conta o que achou! Abraços!

Martina B. Silveira disse...

Olá Lilly! Muita gente não conhece nada sobre isso haha, fica tranquila é bem normal isso, quando provar me conta se gostou! Abraços!!

Martina B. Silveira disse...

Oiii Sabrine!! Pois é o tererê também prefiro com suco, mas minha paixão mesmo é o chimarrão, pois sou nascida e criada no RS, então não tem como escapar, quem sabe um dia marcamos pra toma rum tererê! Abraços!

Martina B. Silveira disse...

Oii Carol! É não é muito cultural o estado de SP tomar nenhuma das duas, mas tem muitas cidades que tem CTGs, e com certeza nestes lugares tu vai conseguir provar o típico chimarrão ou até mesmo o tererê, se tiver oportunidade um dia, pesquisa um CTG que seja perto de ti, experimenta e depois me conta como foi a experiência! Beijo!

© BLOg gisele ovitski - 2016. Todos os direitos reservados.
DESIGN E PROGRAMAÇÃO por: TRIZZ DESIGN.
imagem-logo